“Leve o que quiser, ou nada, pegue o quiser, ou nada”.

 

Evento inspirado nas Gratiferias Argentinas — feiras de doações que ganharam popularidade por lá e vêm se espalhando pelo mundo.

 

Diferentemente das feiras de troca, onde você só leva alguma coisa se tiver algo que outra pessoa queira, na Feira da Gratidão você doa o que te sobra, sem necessariamente levar algo no lugar. O objetivo é tomar consciência do consumo desenfreado em que vivemos e perceber que tudo de que não precisamos mais pode ser útil a outros.

 

A proposta da Feira está relacionada ao ato de dar sem ter que esperar por nada em troca, buscando sempre evitar as relações monetárias e o consumo desnecessário. A doação não precisa ser necessariamente material: aliás, é de grande importância as práticas artísticas e culturais na Feira. Leve seu instrumento, recite ou entregue poesias. É isso que dá vida ao evento!

 

Você pode doar serviços, abraços, comida para os participantes, sorrisos, conselhos e também se desapegar dos objetos que se encontram em bom estado e não lhe possui mais serventia, tais como livros, filmes, roupas, discos, mudas de plantas, brinquedos, objetos decorativos, etc.

 

A consequência dessa filosofia traz à Feira diversos produtos que acabam encontrando alguma utilidade na vida de outras pessoas, além de almas dispostas a retribuir com alegria gestos carinhosos e de compaixão pelo próximo.

 

Independente de levar ou não, pegar algo ou não, compareça! O que importa é compartilhar e ampliar o espírito de gratidão e da Cultura de Paz!

Feira Grátis da Gratidão